Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Influenciadores

Dicas, partilha de experiências e best practices sobre blogging e influenciadores digitais

18.Dez.18

Tendências de Social Media para 2019

business-computer-device-35550.jpg

 

Com o aproximar do final de 2018 chegam as previsões para 2019. O novo ano que se avizinha traz consigo a confirmação de muitas das tendências que vimos em 2018. Aqui ficam as tendências que não pode deixar escapar em 2019:

 

Social ecommerce

Em 2018 o Instagram permitiu que as marcas vendessem os seus produtos diretamente a partir da plataforma.

Os números dizem que 1 em cada 4 pessoas compram um produto ou serviço através das redes sociais. As vendas através destas redes aumentam exponencialmente de ano para ano por isso, não é de admirar que tanto as marcas como as redes sociais estejam a investir na criação de uma experiência de compra mais intuitiva para os utilizadores. Em 2018, o Instagram ampliou as suas possibilidades de compras adicionando um feed de compras dedicado ao Search & Explore e tags de compras para posts e histórias. Os anunciantes desta rede social podem agora marcar até 5 produtos por post e 1 produto por história. Os utilizadores que clicam numa tag podem visualizar uma imagem, a descrição, o preço e um link que direciona para onde o produto pode ser comprado.

O Snapchat também está a investir na próxima geração de social ecommerce, em parceria com a Amazon para desenvolver uma experiência de compra com AR.

As marcas deixarão de ser preocupar tanto com o botão de "like" para se concentrarem no botão de "buy". 

 

Micro-social networks

Cada vez mais os utilizadores se concentram em redes sociais de nicho para se conectarem com amigos ou pessoas com interesses semelhantes. 

Pode ser difícil acompanhar o número de redes sociais que não têm bilhões de usuários, mas estas acarretam um potencial enorme junto dos utilizadores mais jovens que cada vez mais fogem das redes sociais com biliões de utilizadores. Redes como TikTok, Path ou Vero têm vindo a ganhar fãs junto das gerações mais jovens. 

Estas micro-redes podem ser usadas pelas marcas para realizar pesquisas ou conectar-se a micro-influenciadores.

 

Conteúdo de Vídeo 

O conteúdo de vídeo veio para ficar e já não é uma novidade. As estatísticas dizem que, em breve, 80% do conteúdo consumido será em vídeo. Para além disso, 70% dos consumidores dizem que compartilharam o vídeo de uma marca; 79% dos consumidores preferem assistir a vídeos a ler sobre um produto e 84% dos consumidores compraram algo depois de assistir a um vídeo. 

A comScore diz que os utilizadores passam, em média, 40 minutos por dia no YouTube em dispositivos móveis. 

Assim, a sua preocupação deverá passar por criar conteúdos que seja mobile friendly e em formato vertical, outra das grandes tendências que ganhou terreno em 2018 e que continuará em 2019. Exemplos desta tendência do vídeo vertical é a rede social TikTok ou a IGTV do Instagram.

 

Branded podcasts

Só nos EUA existem cerca de 124 milhões de pessoas que ouvem podcasts e as estatísticas dizem que 42% das pessoas ouvem podcasts enquanto estão a conduzir e 57% ouvem podcasts no telemóvel. Na maior parte dos casos, os ouvintes estão altamente envolvidos e chegam a cerca de 90% de um determinado episódio, de acordo com a The E.W. Scripps Co.

75% dos ouvintes de podcasts realizaram uma ação numa mensagem patrocinada. Com uma taxa de conversão tão elevada, não é de admirar que as marcas estejam a investir nos seus próprios podcasts. Esta é uma forma mais atrativa de interagir com a audiência, para além do facto gerar maior engagement.

 

1 comentário

Comentar post